Carregando...

Para que serve o zinco quelado?

O corpo precisa dele apenas em pequenas quantidades, mas isso não significa que o zinco não é importante! Muito pelo contrário, o zinco é um mineral fundamental para manter o corpo funcionando adequadamente. Entretanto, a deficiência de zinco é um tanto quanto comum, seja pelo pouco consumo ou por problemas de absorção desse mineral pelo organismo. Saiba de uma vez por todas para que serve o zinco quelado e como você deve consumi-lo no dia a dia para manter os níveis adequados.

O que é?

O zinco é conhecido como um mineral traço, ou seja, é um micronutriente que o corpo necessita em pequenas quantidades. No entanto, o organismo requer que a oferta desse mineral seja consistente, pois não é capaz de armazená-lo ou sintetizá-lo.

Felizmente, há diversos alimentos ricos em zinco, bem como suplementos de zinco disponíveis para garantir o aporte adequado desse mineral. Apesar disso, segundo a OMS, a deficiência de zinco é atualmente a quinta causa de mortalidade e morbidade nos países em desenvolvimento. Segundo pesquisas, a deficiência desse mineral é responsável por aproximadamente 16% das infecções do trato respiratório inferior, 18% da malária e 10% das doenças diarreicas.

Os efeitos da carência de zinco podem ser devastadores, causando, por exemplo:

  • retardo de crescimento;
  • comprometimento da função imunológica;
  • ocorrência de lesões na pele;
  • infertilidade masculina;
  • comprometimento da cicatrização.

É compreensível que todos esses impactos sejam causados pela falta de zinco, pois mais de 300 enzimas do corpo precisam desse mineral para funcionar corretamente. Além disso, o zinco está presente em absolutamente todas as células do corpo humano.

Diferença entre zinco e zinco quelado

Quanto às propriedades funcionais, não há diferenças entre o zinco na forma livre e o zinco quelado. O ponto de diferença entre eles está relacionado à absorção. O zinco quelado está ligado a um outro composto, conhecido como agente quelante, que facilita a sua absorção pelo corpo. Em outras palavras, o zinco quelado é melhor aproveitado pelo organismo e mais facilmente absorvido pelo intestino.

Consumir zinco quelado é possível apenas através da ingestão de um suplemento de zinco, enquanto o zinco em sua forma livre está presente naturalmente em alguns alimentos ricos em zinco.

Para que serve o zinco quelado?

Entre as principais funções desse mineral no organismo destacam-se:

1. Suporte ao sistema imunológico

Para o sistema imune funcionar adequadamente é preciso haver zinco! Estudos demonstram que o zinco é capaz de modular as funções imunes inatas e adaptativas de diversas maneiras, que vão desde a função das células derivadas de mieloides e sinalização inflamatória até a diferenciação de linfócitos e produção de anticorpos. É por isso que idosos e crianças com baixos níveis de zinco podem ter um risco maior de contrair pneumonia e outras infecções.

2. Sustenta a produção e função de proteínas

A participação na produção de proteínas não poderia ficar de fora da lista sobre para que serve o zinco quelado. Pesquisas revelam que o zinco é um cofator vital para a função de mais de 10% das proteínas codificadas pelo genoma humano. As chamadas proteínas zinco-dependentes desempenham diversos papéis indispensáveis ​​dentro das células, como:

  • regulação da transcrição;
  • reparo do DNA;
  • apoptose;
  • processamento metabólico;
  • regulação da matriz extracelular;
  • defesa antioxidante.

3. Apoio a formação óssea

O zinco é um micronutriente essencial para o crescimento esquelético normal e a homeostase óssea. Mais do que isso, esse mineral é capaz de promover a regeneração óssea devido a sua influência nos principais componentes do tecido ósseo. De acordo com estudos, o zinco pode afetar positivamente as funções dos condrócitos e dos osteoblastos, enquanto inibe a atividade dos osteoclastos. Devido a esse efeito, estão sendo desenvolvidas abordagens terapêuticas que incluem o zinco para melhorar a regeneração óssea.

4. Reparo do DNA

Talvez poucas pessoas saibam disso, mas com o passar do tempo o DNA se deteriora. Entretanto, o organismo tem a capacidade de regenerar o próprio DNA, mas ele necessita de zinco suficiente para fazer isso. Portanto, baixos níveis de zinco comprometem a capacidade do corpo de reparar o “desgaste” diário dessa molécula que transmite o código genético.

Numerosos estudos sugerem que a deficiência de zinco pode influenciar o dano ao DNA por meio do aumento do estresse oxidativo e/ou do comprometimento das respostas ao dano do material genético das células. Sendo assim, podemos entender que o zinco quelado serve para que o DNA seja constantemente restaurado.

5. Mantém o sentido do olfato

Há diversos estudos indicando que o zinco pode modular o processamento de informações de odor. Isso ocorre por meio da sua ação no bulbo olfativo, que é central para o olfato. As sensações de odor são primeiro transduzidas por neurônios sensoriais olfativos antes de serem transmitidas através do bulbo olfativo - e o zinco atua modulando os receptores dessa estrutura. Portanto, o zinco serve para que o sentido do olfato funcione adequadamente.

6. Mantém a estrutura e função da barreira da membrana de vários órgãos

Essa função do zinco tem íntima relação com o sistema imunológico. Pesquisas revelam que o zinco pode contribuir para a defesa do organismo por manter a estrutura e função da barreira da membrana dos tecidos. Isso é crucial em órgãos, como o pulmão e o intestino, que estão continuamente expostos a uma infinidade de patógenos e agentes nocivos.

Nesse contexto, vários estudos examinaram a influência da depleção e suplementação de zinco na permeabilidade da barreira celular endotelial. A maioria dos estudos verificou que a deficiência de zinco pode contribuir para a gravidade de doenças infecciosas. Por outro lado, a suplementação com esse mineral demonstra reduzir a gravidade e a duração dos sintomas.

7. Participa da cicatrização de feridas

Você sabia que o zinco quelado serve para que os lipídios e a glicose sejam corretamente metabolizados pelo organismo? É devido a essa participação no metabolismo que vários estudos descobriram que o suplemento de zinco pode melhorar a pressão arterial, os níveis de glicose e o nível sérico de colesterol "ruim" (LDL). Nesse contexto, diversas pesquisas relatam que o zinco desempenha um papel substancial na prevenção e controle da síndrome metabólica, participando da regulação da expressão de citocinas inflamatórias e ativando enzimas antioxidantes.

8. Atua como um potente antioxidante para as células

Um estudo mostrou que a suplementação com zinco reduziu marcadores de estresse oxidativo e diminuiu as citocinas inflamatórias dos participantes. Esse achado indica que o zinco quelado serve como um potente e eficaz agente anti-inflamatório e antioxidante para o corpo. Isso pode ser bastante relevante para prevenir infecções e evitar o desenvolvimento de várias doenças de origem inflamatória.

9. É essencial para a manutenção da fertilidade masculina

Quem diria que esse micronutriente traço seria fundamental para a fertilidade dos homens? Segundo estudos, o zinco atua como um balanceador hormonal, beneficiando a produção de testosterona, contribuindo também para a saúde da próstata e produção de espermatozoides.

A deficiência de zinco já foi, inclusive, apontada como uma das razões para anormalidades espermáticas, além de influenciar negativamente na concentração sérica de testosterona. É com base nesses achados que o zinco é tido como um nutriente essencial para a fertilidade masculina.

Além de ser essencial para diversos órgãos e funções do corpo, há uma extensa lista de benefícios adicionais que o zinco pode prover à saúde. Saiba quais são os benefícios do zinco aqui.

Como tomar zinco quelado?

Lembre-se que quando falamos em zinco quelado, estamos necessariamente falando do suplemento de zinco, pois nos alimentos o zinco está presente apenas em sua forma livre. A forma mais eficiente de tomar o zinco quelado é consumi-lo de 1 a 2 horas antes ou depois de bebidas fonte de cafeína. Isso inclui café, alguns chás, chocolate, alguns suplementos que possuem cafeína, etc. Isso porque, a cafeína é uma substância que compromete a absorção do zinco pelo organismo.

Além disso, é fundamental que o suplemento de zinco seja consumido conforme orientação do médico ou nutricionista, pois o excesso de zinco no organismo pode ser prejudicial. O médico ou profissional de nutrição pode passar a orientação sobre a dose de zinco mais adequada, conforme as queixas do paciente e análise individual.

Da próxima vez que você se perguntar para que serve o zinco quelado, lembre-se que ele é fundamental para a sua imunidade, para a cicatrização dos tecidos, para o seu olfato, metabolismo e outras tantas funções essenciais.

Conteúdo escrito por Rafaela Galvão, publicitária pela ESPM-SUL e estudante do 7˚ semestre de nutrição na Unisul. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Gostou?

Então bora se vitaminar!

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) a Oh Minhas Vitaminas. Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos. Por isso, você ganhou 30% de desconto no seu primeiro pedido. Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.