Carregando...

VITAMINA D3

30 cápsulas de 500 mg (50 mcg)
  • Saúde óssea e prevenção de dores nas costas
  • Força muscular
  • Disposição
  • Fortalecimento da imunidade
Fortalecer a Imunidade
Prevenção de envelhecimento
Reposição de nutrientes
Saúde e bem estar
R$57,00
Produto para 1 mês
Compra segura
1 30
  • Ossos e músculos
  • Resposta anti-inflamatória
  • Imunidade

Especificações do produto

Formato
Cápsula
Quantidade por cápsula
50 mcg - 100% do VD
Modo básico de consumo
1 cápsula ao dia
Melhor horário para tomar vitamina D
Junto com as refeições

Informações úteis

A vitamina D é considerada um nutriente extremamente importante para a saúde. No entanto, sua falta é altamente prevalente na população e constitui um problema de saúde no mundo todo. Sua função mais conhecida está relacionada à saúde dos ossos. As principais fontes de vitamina D são o Sol e a suplementação, já que está pouco presente nos alimentos.

Benefícios da vitamina D

Os benefícios da vitamina D3 são incríveis para todas as idades e grupos de pessoas. Isso porque consumir a “vitamina do Sol” serve como um auxílio para a disposição diária, fortalecimento da imunidade, prevenção de doenças, fertilidade e até para o controle de açúcar no sangue.

Artigos científicos

A ciência está constantemente buscando informações sobre a nutrição e seus benefícios para o corpo humano

Marcia Elisabethe

Como os produtos da OMV são personalizados para meu estilo de vida, eu percebi rapidamente os resultados do consumo das vitaminas sugeridas para mim, amei.

Douglas Lessing

Sou cliente de várias outras marcas de suplementos, mas fiquei impressionado com a qualidade dos produtos da OMV, realmente o time de nutricionistas deles é excelente.

Iara Salissa

Gente é muito prático!! Eu optei pela assinatura dos produtos, dai os produtos chegam na minha casa todo mês. E mais prático ainda é poder levar minhas vitaminas onde quiser, levo para o trabalho todo dia.

Cristiane Santos

O que eu mais gostei é que os produtos vem em pacotinhos contendo exatamente as doses diárias de cada produto, além da embalagem ser linda de morrer rsrsrs.

Como usar

Vitamina D

A vitamina D pode ser consumida em qualquer horário do dia mas referencialmente com as refeições.

O organismo precisa

50 mcg

de vitamina D

Em tempos modernos onde ficamos pouco tempo expostos ao sol diariamente e muito menos sem protetor solar, a carência de vitamina D tem se fornado mais frequete.

Também conhecida como a vitamina do Sol.

O que é e para que serve vitamina D?

A vitamina D é uma vitamina lipossolúvel, considerada um hormônio esteroide – e isso faz dela diferente das demais. Ela é produzida no corpo através da ação fotolítica na pele com ajuda do colesterol e dos raios solares. Por isso, o nutriente também é conhecido como “vitamina do Sol”. Essencial para o funcionamento adequado do organismo, a vitamina D serve para auxiliar na sua disposição diária, saúde óssea, força muscular e imunidade, por exemplo.

O que é e para que serve vitamina D?
Qual a diferença da vitamina D para a D3?

Qual a diferença da vitamina D para a D3?

Na verdade, existem duas principais formas ativas da vitamina D – e a vitamina D3 é uma delas. A outra forma de vitamina D ativa é chamada de vitamina D2, sendo diferenciada da D3, principalmente, pelas fontes alimentares. Saiba mais:

Qual vitamina D é boa?

Estudos recentes indicam que a vitamina D3 apresenta melhor absorção no organismo quando comparada à D2. Por esse motivo, a escolha dos médicos e nutricionistas tem sido o colecalciferol para suplementar vitamina D, sendo essa a forma de vitamina D da OMV.

  • vitamina D2: também chamada de ergocalciferol, está presente em algumas plantas, cogumelos e leveduras;
  • vitamina D3: denominada igualmente como colecalciferol, é encontrada em fontes animais, como peixes gordurosos e gema de ovo.

Vitamina D3 - benefícios

Os benefícios da vitamina D3 são diversos e interessantes para todos os públicos, desde os mais novos até a terceira idade. Separamos os 10 principais abaixo:

Saúde óssea e prevenção de dores nas costas

Por atuar diretamente no metabolismo do cálcio, os benefícios mais conhecidos da vitamina D estão relacionados à saúde dos ossos. Com vitamina D, o intestino chega a absorver de 30 a 80% de cálcio, enquanto sem, o órgão absorve apenas de 10 a 15%. Um estudo examinou a associação entre os níveis de vitamina D e os sintomas de dores nas costas em mais de 9.000 mulheres mais velhas. Os pesquisadores descobriram que aquelas que possuíam deficiência de vitamina D eram mais propensas a terem fortes dores nas costas que limitavam suas atividades diárias.

Saúde do coração

Evidências têm associado a falta de vitamina D com uma variedade de doenças cardiovasculares, visto que ela é importante para o controle das contrações do coração e para o bombeamento de sangue no corpo. Não somente para a prevenção, uma dose diária de vitamina D também pode ajudar pessoas que sofrem com problemas cardiovasculares.

Força muscular

O tecido muscular apresenta diversos receptores de vitamina D e, por esse motivo, ter força também depende de ter níveis adequados de vitamina D. Inclusive, pessoas com deficiência grave do nutriente costumam apresentar quadros de fraqueza muscular, além de miopatia, uma condição que abrange diversas complicações nos músculos.

Disposição

A indisposição tem muitas causas – e a falta de vitamina D no organismo é uma delas. Caso você esteja precisando de uma ajuda extra para melhorar sua energia diária, saiba que um dos benefícios da vitamina D3 é auxiliar na melhora do vigor!

Fortalecimento da imunidade

Estudos mostram que a vitamina D tem ação direta sobre células importantes do sistema imune, como os linfócitos. Portanto, mais um dos efeitos positivos de manter a vitamina D em níveis ideais no corpo é a contribuição para o fortalecimento da imunidade.

Controle de açucar no sangue

A vitamina D é importante tanto na prevenção quanto no tratamento da diabetes. Isso se dá porque níveis baixos do nutriente estão associados à resistência insulínica, que resulta no aumento de açúcar no sangue, predispondo ou piorando casos de diabetes tipo 2.

Redução de morbidades na gestação e lactação

A deficiência de vitamina D é frequente em gestantes de alto risco, de acordo com um estudo publicado pela Revista Paulista de Pediatria. Garantir os níveis adequados do nutriente é, portanto, uma medida para reduzir morbidades na gestação e na lactação, além de proteger o bebê contra posteriores impactos.

Proteção de doenças autoimunes

Esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal, lúpus, artrite reumatoide e diabetes são doenças autoimunes associadas à deficiência de vitamina D. Esse é mais um dos motivos que justifica a importância de manter os níveis ideais do nutriente!

Fertilidade

Já existem evidências mostrando que a vitamina D oferece benefícios para a saúde reprodutiva. Inclusive, estudos observacionais relataram que sua falta é um marcador de risco para a fertilidade reduzida e outros resultados adversos da gestação.

Cicatrização de feridas

A cicatrização lenta de feridas após uma cirurgia ou lesão pode ser um sinal de que seus níveis de vitamina D estão muito baixos. Uma publicação sugeriu que a suplementação de vitamina D pode demonstrar benefícios importantes para melhorar a cicatrização e a regeneração de feridas.

Quais os sintomas de falta de vitamina D no corpo?

A deficiência de vitamina D pode ser confirmada com um exame de sangue ou de saliva – e os sintomas costumam aparecer só quando ela está em um nível mais grave. Conheça alguns:

  • raquitismo em crianças;
  • osteomalácia;
  • osteopenia;
  • osteoporose e, consequentemente, fraturas ósseas;
  • perda severa dos dentes;
  • fraqueza muscular;
  • doenças cardiovasculares;
  • doenças infecciosas;
  • alterações da função cognitiva;
  • doenças inflamatórias;
  • cicatrização lenta;
  • imunidade baixa;
  • asma.
Quais os sintomas de falta de vitamina D no corpo?
Por que a vitamina D fica baixa?

Por que a vitamina D fica baixa?

A falta de vitamina D é altamente prevalente e constitui um problema de saúde no mundo todo. Evidências mostram que ela pode acometer mais de 90% dos indivíduos, dependendo da população. A vitamina D fica baixa por conta situações, incluindo:

  • falta de exposição solar de forma saudável e adequada;
  • maior pigmentação da pele;
  • idade superior a 50 anos;
  • pouca ingestão de alimentos ricos em vitamina D;
  • morar em locais frios, onde a pele raramente é exposta ao Sol.

Fatores de risco para a deficiência de vitamina D

  • Idade avançada;
  • sobrepeso ou obesidade;
  • não comer muito peixe ou laticínios;
  • morar longe do equador, onde há pouco Sol o ano todo;
  • ficar muito tempo dentro de casa;
  • apresentar insuficiência renal, lúpus, doença de Crohn ou doença celíaca.
Fatores de risco para a deficiência de vitamina D
O que é bom para repor a vitamina D?

O que é bom para repor a vitamina D?

As fontes de vitamina D são a exposição solar, a dieta e a suplementação, sendo que a principal é a síntese endógena através da pele com o auxílio do Sol. “Mas o que fazer para aumentar o nível de vitamina D?”

Consumir alimentos com vitamina D

Para repor vitamina D no corpo é indicado consumir alimentos fontes, como:

  • óleo de fígado de bacalhau;
  • peixes gordurosos (salmão, atum e sardinha, por exemplo);
  • ovos;
  • manteiga;
  • fígado;
  • cogumelos.

Quais as frutas e verduras que têm vitamina D?

A vitamina D está presente, principalmente, em alimentos de origem animal. Sendo assim, não é possível encontrá-la em frutas e verduras, assim como em outras fontes vegetais, como grãos e leguminosas.

Tomar sol

As fontes alimentares de vitamina D são escassas e os seres humanos dependem principalmente da produção cutânea pelos raios UVB. Por isso, uma das melhores formas para repor vitamina D é através da exposição solar adequada e saudável.

Ingerir suplementos com vitamina D

Quem está com deficiência de vitamina D e precisa repor rapidamente, médicos e nutricionistas costumam indicar suplementos. A OMV oferece o consumo em forma de cápsulas - opções eficazes e seguras. Além disso, são ótimos para quem deseja obter os benefícios adicionais da vitamina.

O que atrapalha a absorção de vitamina D?

A suplementação de ferro, cobre e magnésio diminui a absorção da vitamina D. Nesse sentido, é importante destacar também que os alimentos ricos em fibras aumentam a eliminação de vitamina D.

O que atrapalha a absorção de vitamina D?
Quanto tempo leva para aumentar a vitamina D?

Quanto tempo leva para aumentar a vitamina D?

Assim como outros suplementos vitamínicos, a vitamina D pode demorar um tempo para fazer efeito, que pode ser dias, semanas ou meses, dependendo do caso e da dose. Por isso, é muito importante consultar com um profissional de saúde para receber orientações individualizadas para aumentar a vitamina D.

Faz mal tomar muita vitamina D?

A vitamina D em excesso pode levar a sua toxicidade no organismo e, consequentemente, aos seus efeitos colaterais, conforme listados abaixo:

  • calcinose (calcificação dos tecidos moles, como rins, artérias, pulmões, coração, articulações e membrana timpânica do ouvido);
  • surdez;
  • hipercalciúria (aumento da excreção urinária de cálcio);
  • menor filtração glomerular, prejudicando o funcionamento dos rins;
  • nefrolitíase (pedra nos rins);
  • esclerose coronariana (calcificação vascular);
  • depressão;
  • anorexia;
  • náuseas;
  • dor de cabeça.

Quais os valores ideais de vitamina D?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, os valores ideais de vitamina D são:

  • acima de 20 ng/mL para pessoas saudáveis até 60 anos;
  • acima de 60 anos para gestantes, lactantes, pessoas com insuficiência renal ou síndromes de má absorção, por exemplo.

Esses níveis podem ser medidos através de um exame de sangue, chamado de hidroxivitamina D ou 25(OH)D. A partir dos resultados, é possível saber se a pessoa tem falta ou excesso de vitamina D.

Quando a vitamina D é considerada alta?

A toxicidade crônica da vitamina D costuma ocorrer com a administração de doses acima de 50mil, 80mil e 100mil UI, por períodos prolongados. Valores acima de 80ng/ml (200nmol/L) como resultado do exame de hidroxivitamina D ou 25(OH)D, são considerados altos e podem resultar em efeitos colaterais.

Referências

Ainda tem dúvida em que vitamina usar ?

Responda o quiz