Carregando...

12 benefícios da biotina

Os benefícios da biotina vão muito além do cabelo. Essa vitamina do complexo B é fundamental para o metabolismo energético e para a imunidade. Além disso, participa da expressão gênica e do desenvolvimento cognitivo do bebê. Por ser um elemento chave em processos importantes, há diversos benefícios que a vitamina biotina oferece à saúde humana. Listamos 12 neste artigo!

12 benefícios da biotina

1. Auxilia no metabolismo energético

A biotina é uma vitamina do complexo B que ajuda o organismo a converter alimentos em energia, pois atua como um cofator do metabolismo dos macronutrientes (gorduras, proteínas e carboidratos). Estudos em humanos mostram que essa vitamina está envolvida em importantes vias metabólicas, como:

  • gliconeogênese (síntese de glicose a partir de substratos que não são carboidratos. Esse processo é fundamental durante o jejum prolongado por exemplo.);
  • síntese de ácidos graxos;
  • catabolismo de aminoácidos.

Sendo assim, a biotina desempenha um papel essencial na manutenção da homeostase metabólica.

2. Melhora a saúde cerebral

Disfunções mitocondriais e metabólicas são frequentemente encontradas em doenças neurológicas. Sendo a biotina essencial para o metabolismo energético, essa vitamina pode auxiliar na manutenção da saúde cerebral.

Um estudo identificou uma disfunção na via de biotina em doenças neurodegenerativas (como Alzheimer) e demonstrou que a suplementação com esse nutriente resgatou os déficits mitocondriais e melhorou a saúde neuronal. Esses achados enfatizam a importância da biotina nos processos mitocondriais e metabólicos dos neurônios, sugerindo um papel fundamental da biotina no cérebro.

3. Ajuda a manter uma boa imunidade

Uma vez que diversas vias metabólicas dependem de biotina, a falta desse nutriente pode provocar importantes distúrbios imunológicos e inflamatórios. Está tudo interconectado! Segundo estudos, a deficiência de biotina compromete diversas funções imunológicas, em especial a ação das células Natural Killer e células T. Sendo assim, a biotina exerce uma importante influência nas principais células do sistema imunológico e manter níveis adequados dessa vitamina pode ajudar a manter a imunidade em dia.

4. Mantém a saúde cardiovascular

De forma indireta, a biotina contribui para manter a saúde do coração. Alguns pesquisas sugerem, que pode haver uma ligação substancial entre a ingestão insuficiente de biotina e o desenvolvimento dessas doenças.

5. Ajuda a controlar o diabetes

O diabetes mellitus é um distúrbio metabólico crônico comum em todo o mundo. Uma das principais condutas no manejo da doença é o controle glicêmico intensivo. E qual o benefício da biotina nisso? Estudos indicam que a biotina tem um papel essencial na regulação da glicose no sangue. A administração de biotina como adjuvante em adição ao uso de insulina, pode melhorar o controle glicêmico e diminuir as concentrações de lipídios plasmáticos em pacientes com diabetes tipo 1.

6. Mantém os níveis de inflamação sob controle

Anormalidades metabólicas podem desempenhar papéis importantes em distúrbios inflamatórios causados ​​por deficiência de biotina. De acordo com um estudo, a falta de biotina pode aumentar as respostas de citocinas pró-inflamatórias em certas células do sistema imunológico.

Um outro achado relevante é que a atividade de AMPK (enzima que regula a inflamação) é reduzida quando há carência de vitamina B7 no organismo. Portanto, essas descobertas destacam que a biotina ajuda o organismo a manter a inflamação em níveis normais e isso é super importante visto que a inflamação origina diversas doenças crônicas.

7. Apoia a gestação e a lactação

Durante a gestação e a lactação, a demanda por diversos nutrientes é aumentada e isso inclui a biotina. O status de biotina abaixo do ideal é comum durante a gravidez e ocorre em 50% das mulheres grávidas conforme ressaltam alguns estudos.

No entanto, as gestantes precisam ter atenção especial ao consumo dessa vitamina. O baixo fornecimento de biotina ao feto pode prejudicar o desenvolvimento do bebê, aumentando a probabilidade de defeitos congênitos, além de causar distúrbios neurológicos e cutâneos após o nascimento. É por essa razão que a vitamina biotina está frequentemente na lista de suplementos para se tomar na gravidez.

Na fase de lactação, a biotina também tem um papel fundamental. Um estudo revelou que entre mulheres lactantes, há vários indicadores sugerindo que elas podem se beneficiar de ingestões maiores de biotina, provendo mais saúde para si e para o bebê.

8. Pode ajudar no alívio de cãibras musculares

Elas são extremamente desconfortáveis e doloridas, não é mesmo? As cãibras musculares são definidas como o início súbito de uma contração muscular involuntária prolongada, acompanhada de dor intensa. A etiologia das cãibras ainda é desconhecida e não existem medicamentos eficazes para combatê-las.

No entanto, parece que um dos benefícios da biotina é justamente o alívio das cãibras. Um estudo verificou que a administração oral de 1 mg/dia de biotina reduziu prontamente o aparecimento e a gravidade das cãibras em pacientes que realizavam hemodiálise. Essa vitamina pode ser a "salvação" daqueles que sofrem com cãibras frequentes.

9. Nutriente chave no tratamento da esclerose múltipla

A esclerose múltipla (EM) é uma doença neurológica crônica altamente incapacitante, mas que pode ser beneficiada pela suplementação da vitamina biotina. Estudos relatam uma resposta clínica positiva à suplementação com altas doses de biotina em pacientes com esclerose múltipla. Isso se deve provavelmente pela biotina ser uma coenzima que atua no metabolismo energético e na produção de ácidos graxos, portanto tem como alvo dois fatores fundamentais envolvidos na EM: a promoção de mielinização e aumento de produção de energia. Não à toa, os resultados desse estudo fornecem esperança para o tratamento da EM progressiva.

10. Mantém as unhas saudáveis

As unhas não poderiam ficar de fora da lista de benefícios da biotina, afinal a vitamina B7 é popularmente conhecida por melhorar a saúde ungueal. Uma das funções da biotina no corpo é a síntese proteica e, as unhas são formadas majoritariamente por queratina, que é a proteína que proporciona rigidez e força às unhas.

Conforme relatado em estudos, a biotina oral proporciona resultados promissores em diversos problemas relacionados às unhas. Um experimento demonstrou que ela é especialmente eficaz em indivíduos que sofrem com unhas quebradiças, pois 91% dos participantes tiveram uma melhora definitiva das unhas após o tratamento com biotina.

11. Ajuda a reduzir os triglicerídeos no sangue

É consenso que triglicerídeos elevados aumentam o risco de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e doença cardíaca. Neste contexto, diversos estudos demonstraram uma relação entre a biotina e os lipídios do sangue. De acordo com um desses estudos, a vitamina B7 pode reduzir drasticamente as concentrações plasmáticas de triacilglicerol e VLDL (lipoproteína de densidade muito baixa tida como colesterol "ruim"). Portanto, doses farmacológicas de biotina podem contribuir positivamente no tratamento da hipertrigliceridemia.

12. Ajuda a manter o cabelo forte e saudável

O cabelo humano tem 85% de queratina em sua estrutura - e é essa proteína que proporciona força e sustentação aos fios. Dito isso, a atuação da biotina na síntese de proteínas e, mais especificamente na produção de queratina, já revela sobre a contribuição dessa vitamina para o crescimento saudável dos cabelos.

Alguns relatos na literatura mostram uma melhora do crescimento dos fios após a suplementação com biotina em pacientes com a deficiência de biotina estabelecida. Ademais, estudos que investigaram os sintomas da deficiência de biotina verificaram que um dos sinais clínicos clássicos é justamente a perda de cabelo. Isso significa que os fios precisam dessa vitamina para se manterem saudáveis.

Muito mais do que fornecer benefícios, a biotina é um micronutriente necessário para o corpo se manter saudável e funcionando adequadamente. Por isso, não faltam motivos para você dar a devida atenção a essa vitamina tão importante. Como estão os seus níveis de biotina atualmente?

Conteúdo escrito por Rafaela Galvão, publicitária pela ESPM-SUL e estudante do 7˚ semestre de nutrição na Unisul. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Gostou?

Então bora se vitaminar!

Você ganhou um super presente!

Olá, tudo bem? Seja bem-vindo(a) a Oh Minhas Vitaminas. Você recebeu o convite de um amigo(a) para nutrir o seu corpo com os melhores ativos. Por isso, você ganhou 30% de desconto no seu primeiro pedido. Basta escolher os seus produtos e ver o seu desconto na etapa de pagamento. Qualquer dúvida fale com a nossa equipe através do chat.